1/12
 
 
MEMORIAL

O primeiro pedido vindo de um jovem casal é que a casa deveria valorizar e voltar-se ao máximo à robusta vegetação do terreno em volta. Terreno este de quase mil m² que faz parte da área non aedificandi de um condomínio fechado num ponto alto e afastado do centro da cidade do Recife (PE).

Além disso precisava abrigar o casal e seus 5 filhos (o menor tendo poucos meses de vida e o mais velho 8 anos) distribuindo o programa de forma que o quarto do casal ficasse acima das copas das árvores possibilitando a vista da cidade ao fundo e a vista das estrelas através de uma cobertura com vidro.

Os seguintes passos foram: analisar a legislação que entre inúmeras questões não permitia mais do que 2 pavimentos acima do nível da calçada (permitindo no entanto um pavimentos semi-enterrado; entender a topografia deste terreno de 450 m² com inclinação acentuada (cai 6 m de Leste a Oeste e 2 m de Sul à Norte); e a insolação, fator importantíssimo numa cidade com o Recife de clima tropical.

O programa foi então dividido em 4 partes (área pro casal, área pros filhos, cozinha + sala de estar e jantar e área de serviço + garagem), cada uma delas num pavimento diferente conectados por um eixo de circulação vertical. Cada pavimento, com suas medidas específicas, sobrepõe-se de forma desalinhada em relação ao outro formando terraços, ora cobertos ora descoberto, ou jardineiras. Amenizando a aridez de uma nova construção com estas dimensões e quebrando a frieza de um bloco monolítico.

A ‘caixa’ de escadas, além de conectar os diferentes usos da casa, cria um contraponto na volumetria das ‘caixas’ horizontais sobrepostas.

Plasticamente a casa foi dividida em 4 partes: a base sólida fincada no terreno em alvenaria pintada na cor branca, que abrigo os quartos e banhos de serviço, a lavanderia e a garagem para 2 carros; o pavimento de acesso à casa envidraçado, voltado pro terreno e protegido pela projeção dos pavimento de cima, abrigando salas, lavabo e cozinha, e ainda fazendo uso de terraços sobre a cobertura do bloco inferior e parte cobertos pelo pavimento superior; os 2 pavimentos dos quartos envelopados em ripado de madeira que protegem e filtram a luz das diversas janelas; e por último o eixo de circulação vertical tomado pela hera que um dia irá crescer, dialogando com as grandes e frondosas árvores vizinhas.

O quarto dos filhos, em sentido oposto ao dos pais, ainda cria 2 belos terraços com acesso direto pelo quarto do casal e que em dias quentes e ensolarados ou noites estreladas servirá de área de lazer e contemplação. 

 

FICHA TÉCNICA

Autores: Cecilia Reichstul e Clara Reynaldo

Perspectivas: Ana Paula Vasconcelos

 

DADOS GERAIS

Localização: Recife, PE (Brasil)

Área terreno: 450m²

Área construída: 353m² (100m² de varandas)

Projeto: 2014